terça-feira, abril 1

CACOS


Cacos

Já quebrei o teu retrato
Mas como sempre,
me arrependi,
juntei os cacos
Não adianta!
Eu te amo,
de fato!

vera vilela

14 comentários:

parla marieta disse...

Belo poema, belíssimo retrado de amor. Redondinho, maravilha!
Ma me dói sapere que tu sei de outro lado della tella e que no parla com me.
Ma io respeto. E te voglio bene anche cosi.
baci tanti della tua mana.

mariñaaa disse...

É o amoooooooooooooor!

Vera Vilela disse...

Marieta amore mio, tu sei em mi corazon per siempre!

Vera Vilela disse...

Mariñaaaaaaa!
Love is in the air!

mariñaaa disse...

Total, Vera! Tanto que até as datas coincidem! :-p

parla marieta disse...

Vera, precisei vir aqui novamente pra ter notícias suas.
Estou deVeraS preocupada com te.
Te voglio bene, sai, per sempre.

Lillyando disse...

Passando para deixar meu CARINHOSO e FRATERNO abraço de boa noite, manamia! FICA COM DEUS!:) bjks

Lillyando disse...

PS: coincidência ou transmimento de pensação? Ainda ontem eu escrevia um miniconto chamado CACO na comuna do orkut!Somos gêmeas na dor também? QUE PÀSA? CONTA-ME. Andas monossilábica. Não és assim. Estamos aqui. Juntas. Capicce? ÂMULA!\\o//

iara disse...

muito lindo!
gosto das coisas que escreve!

beijão

Anônimo disse...

Espero que os cacos sejam só no papel.te adoro. bjus madazé.

Ana Maria disse...

Veroca, lindo, lindo...ai ai

Anônimo disse...

Bárbaro!! Adorei.
bjs,
=^..^=

Anônimo disse...

Vera Vilela.
Boa noite.
Texto muito legal. Relata algo que ocorreu com todo mundo, ao longo de nossas vidas.
Que continues com este teu grande potencial literário.Estou escrevendo o comentário tendo ao fundo uma canção dos The Beatles.Parabéns pela inclusão desta maravilha no teu site.
Dá-lhe Vera.
Um abraço, um beijo, e saudações ecológicas.
Kleber.

Ana Maria disse...

Acho q nós mulheres fazemos isso adoidado: quebrar o porta-retrato, e depois juntar os cacos...
Veroca, belo poema.