quinta-feira, abril 24

MEU GATÃO





GACHORRÃO

Será um gato?
Será um cachorro?
Será um "cato"?
Ou será um "gachorro"?
Acertou!
Esta é a casinha do Negão, o cão.
Quem está dentro é o gato, Gatão.
Um gato dentro da casa do cachorro.
Um "gachorrão"!
E tente tirar ele de lá...
E a cara feia que faz
quando está bebendo água do cão?
O Negão que nem se aproxime...rs
Eu amo meu gachorrão, o Gatão.


*É muito difícil hoje falar do Gatão, ele acabou de me deixar, então deixo esse poema que fiz a ele já tem alguns anos.
Fica em paz meu Gatão, que São Francisco de Assis tome conte de você agora e que você seja um anjinho doce e meigo como sempre foi.
Fica tranquilo que mamãe será bem cuidada por seus irmãozinhos.

Te amarei pra sempre!




(update)

Presente da tia Ly pro Gatão:

Cantinho no céu


no céu tem um cantinho
feito só para os gatos
aqueles tratados com carinho
e os que nem receberam bons tratos

lá eles brincam felizes
nem lembram da existência de ratos
mas vivem pedindo travessos
que lhes arranjem sapatos

lembram dos esconderijos
em botas e escarpim
alguns com o cheirinho dos donos
outros nem tão agradáveis assim

para lá se foi o Gatão
magnífico em seu manto malhado
levando em seu coração
todo o amor com que foi sempre tratado


Para Vera Vilela, com carinho.


Ly Sabas
24.04.2008

***

Vera,

Teu gato
GATO
Viveu seu último ato
Com carinho de fato

No seu colo dormiu
Para sempre...
Olhando teus olhos lindos...
De GATO.

Carvalho

24/04/2008

7 comentários:

mariñaaa disse...

Que gracinha ele dentro da casinha do Negão. Aliás, do Gatão, né, ele que emprestava às vezes pro Negão! ;-)

O que conforta é saber que ele foi muito feliz nos seus últimos anos, pois estava aí, acolhido por vc.

Tô aqui, viu? Any time.

Beijo

eueojorge disse...

oi amiga!

sem querer, ontem pouco antes de saber do que estava acontecendo, acabei fazendo o post Oração lá no no blog do Jorge.

dedico a você e ele, com muito carinho.

Beijo Gatão!

parla marieta disse...

Eu, que tenho o privilégio de conhecer sua casa, seus bichos e seus filhos, lamento muito a perda de uma bichinho tão carinhoso quanto o Nosso Gatão. Mas por outro lado, me alegra saber o quanto ele foi feliz vivendo em sua casa, na companhia de uma mulher maravilhosa que ama os animais indistintamente e dos seus dois filhos, que herdaram o mesmo amor de você, Verinha.
Fico triste junto com você, mas acredito que Gatão está agora no céu dos gatos, fazendo folia com o meu Leozinho.
te amo, cara mia.

iara disse...

é florzinha, existe sim um céu dos animais e tenho certeza que ele foi muito feliz do seu lado!
e a gente pode pedir mais nessa vida do que amor incondicional?

bjs. te admiro.

mariñaaa disse...

Que lindo os poeminhas! Que conforto gostoso, né?

anamaria disse...

Ai Vera, só agora a notícia do seu gatão ter partido...imagino a tristeza q vc deve estar sentindo...
Desejo que S. Francisco de Assis dê-lhe muita força para superar a perda!
Lindos poemas...emocionei-me!
Bjs

Erica disse...

Frequento o site gatolândia, e encontrei o seu poema em memória do Gatão lá. Hoje, minha linda gatinha Branquita nos deixou também, não por vontade própria, mas de outros.

Ela era deste jeito: entrava na casa de nossa cachorrinha para dormir, comia a comida dela e era a mais valente dos quatro gatos que tenho (tinha =/).

Seus textos são lindos. Parabéns.