quarta-feira, novembro 28

SHANTI

SHANTI

Na quinta-feira passada, dia 22 de novembro, ouvi miados no quintal e corri para ver o que era. Do outro lado do muro um gato miava, já conheço o tipo, é de chamar gente.
Encostei a cadeira no muro e subi, lá estava ela, pequena, magra, triste chamando pelo dono que provavelmente a jogou fora (como lixo).

Meu filho veio em seguida e também subiu na cadeira e imediatamente voltou à cozinha, pegou um pedaço de pizza que havia sobrado e jogou para ela que estava nos fundos de uma casa vazia. Entramos pensando que talvez ela fosse de alguém e logo iria embora.

Voltei ao micro e novamente ouvi os miados tristes, nesse meio tempo a filha chegou e fomos lá ver.

Pelo seu miado estava claro que era um caso de abandono, ela parecia chamar alguém, como poderíamos voltar, nos deitar e dormir tranquilamente enquanto um temporal se aproximava e a gatinha estava ali pedindo socorro ou quem sabe uma explicação para sua situação?

Minha filha resolveu dar a volta na quadra e assim fez. Lá da frente da casa chamou a gatinha que a atendeu prontamente.

E Samira veio com ela ao colo.

Uma gata toda malhada, cheia de cores, cabeça redonda e olhos grandes e amarelos. Calma, tranqüila, provavelmente até momentos antes descansava no colo de alguma criança, mas um adulto deve a ter retirado e jogado longe, que pena!

Nós a trouxemos para dentro, ela comeu e bebeu água e logo achou a caixinha de areia para suas necessidades (os gatos são tão limpinhos!).

Thiago a pegou no colo, perguntou seu nome e me disse:

- Mãe, o nome é Shanti, ela me contou.

E assim temos uma nova moradora em casa. Apresento-lhes a Shanti.

Claro que antes de decidir ficar com ela ofereci a várias pessoas, afinal minha cota de animais está muito acima do que sempre imaginei. Pedi ajuda a uma ONG conhecida que nem ao menos me respondeu. Coisas da vida.

Ela já está integrada com a família toda, bichos de 2 e 4 patas daqui.

Seja bem vinda SHANTI.

*Shanti é uma palavra que denota paz, tranquilidade, cessação. É derivada da raiz sam, que significa "estar calmo, cessar, estar contente".

7 comentários:

Anônimo disse...

Amiga, bom dia,

Se pelo menos 1/3 da população tivesse esse apego e generosidade com os animais como você e seus filhos têm, a palavra extinção não existiria no nosso meio ambiente. Parabéns pelo novo membro da família.
Bjos e saudades!!

=^..^= disse...

Que princesa mais linda!!
Que carinha mais doce!!!
Tão colorida e tão preciosa!!
Obrigada por ficar com ela!
Longa vida à Shanti e felicidades pra vocês...
(Cris K.)

Clarice Villac disse...

Vera Querida,

ler a história de Shanti emociona muito, porque tem final feliz e porque você consegue enxergar e nos mostrar os fatos a partir da perspectiva da gatinha.

Cocordo plenamente com as amigas que deixaram aqui seus comentários !

Parabéns a todos vocês e muitas Felicidades !

com muito carinho,
Clamiga.
.

car&san disse...

Oi Vera, que historia triste, mas nao poderia ter um melhor final.Sei que Shanti sera muito feliz ai junto com voce e tambem com o pedacinho do meu coracao que se chama Elvis.Um beijo.Deus te abencoe.

parla marieta disse...

Verinha, minha sorella, querida.
Feliz do gato que vai parar na sua casa. Sua casa é tão especial e me emociona tanto...
Que sua família seja muito feliz, tanto quanto a Shanti, por ter encontrado vocês.
Beijos muitos.

parla marieta disse...

Ah... e sem contar que a Shanti (ex-Tula) é linda, maravilhosa, querida.
"Me toca" ir pra Bauru conhecer essa princesinha.

Vera Vilela disse...

Eita, mas eu amo essas amigas viu...
Beijos meus e lambeijos da Shanti