domingo, novembro 11

TUAS LEMBRANÇAS


TUAS LEMBRANÇAS

Alberto Carmo (São Paulo - SP) & Vera Vilela (Bauru - SP)


Quando ias embora
eu corria de volta
e enrolava o lençol
com teus cheiros e teus cabelos
e guardava como amuleto
que sorvia dia-a-dia
vagarosamente
até quando tu voltasses...

- Alberto Carmo


E quando eu voltava
Morria de ciúmes do lençol
Mudava meu perfume
Só para contrariar

- Vera Vilela


E te amava tanto
e tanto pensava em ti
que tinha cuidado até
de não te dar quebranto

- Alberto Carmo


E de tanto amor
Que tu me davas
Me sentia rainha
Do teu conto de fadas

- Vera Vilela


E vinhas como uva
e saías como ar
evaporavas
teu perfume na minha boca...
ficavas

- Alberto Carmo


Em minhas idas e vindas
O mundo todo parava
O universo nos contemplava
Era muito amor
Momentos de ternura
Ou loucuras
Em que nossos perfumes
Eram compartilhados


- Vera Vilela


*Uma troca de inspirações entre poetamigos que resultou no poema acima.

6 comentários:

Clarice Villac disse...

Ficou lindamente lindo !

Parabéns aos dois !

:~)

Clarice

Solange disse...

Muito lindo, Verinha...parabéns aos dois!!!
beijo de carinho

Vera Vilela disse...

Minha amiga querida Mônica publicou o poema lá no cantinho dela e me deixou muuuuuuuuuuito feliz;

http://devaneiosesparsos.blogspot.com/

Ly disse...

Vera, vi primeiro lá no cantinho da Mônica e repito aqui o que escrevi lá: Você e o Beto são poetas iluminados que não deixam nenhum sentimento passar ao largo, transformam em poemas quase canções de tão harmônicos.

Beijos

parla marieta disse...

e eu, que acompanhei o nascimento dessa belezura, tenho só que concordar com o que a Ly falou: você e o Beto não deixam sentimento algum passar ao largo.
:o))

anamaria disse...

Q encanto! Adorei!