quinta-feira, novembro 22

UM NOVO AMANHECER


UM NOVO AMANHECER
Vera Vilela

Gavetas limpas
Tudo aquilo que não uso foi ao lixo
Lembranças que não me alegram
Fotos do passado
Escritos exagerados
Coisas que já não importam

Quero guardar o que me é querido
E que me lembre que sou querida
Quero papéis novos, coloridos
Quero fotos alegres
Quero lápis e canetas inteiros
Que eu possa usar sem sustos

Minha agenda começa hoje
E para cada novo dia
Uma flor para enfeitar
Lacinhos coloridos
Perfume de rosas
Rabiscos de telefone

Quero tudo que me faça feliz
A minha caixa de eternidades
Continua com os amigos guardados
E nela sempre haverá espaço
Para cada carinho recebido
Para cada beijo dado
E cada loucura falada

OM SHANTI

Um comentário:

Gonzaga disse...

Puxa vida! Que bela Vera!