sexta-feira, julho 11

TERAPIA


TERAPIA
Vera Vilela

Ponto a ponto,
Ponto baixo, ponto alto...
Pula um ponto,
Dá uma laçada.
Contando um a um,
Se errar, desmancha
E começa tudo de novo.
O lado de lá
Tem que ficar igual
Ao lado de cá.
É importante a simetria,
O trabalho vai rendendo
Viro a noite, já é dia.
Chega o arremate.
Bom e ruim
A cabeça ainda pede,
Comece outro por mim.

5 comentários:

Sol disse...

Que lindinho!!! crochetar também é minha terapia!
beijo de carinho

parla marieta disse...

adouro! muito gracioso!

iara disse...

ótima terapia amiga!
não sei...sou desajeitada! rs
bjs

Clarice Villac disse...

Que legal, Vera !
A poesia está muito fluida e natural, e o trabalho de crochê está lindo ! O que vai ser ? Parece uma flor !

Parabéns !

Cla

Anônimo disse...

Que fofo!!
Adorei!
=^..^=