sexta-feira, outubro 24

DE CARA NOVA


Olha a arte que andei aprontando. Eu tinha uns banquinhos de ferro jogados pelo quintal, enferrujados, feios e decidi fazer uma reforma.
Olha aí ele novinho e o outro ainda sem reforma do lado.
O chão também recebeu muita tinta, mesmo sem querer... rsrs
Dois estão prontos e ainda faltam 2 para reformar, vou devagar porque dá um trabalhão danado.
Se o Bush precisar vou pra lá ajudar a "reformar" os bancos.

4 comentários:

parla marieta disse...

Boa, Veraluz! Você é federal mesmo...
Ficou lindo!
:o)

Anônimo disse...

Eu gostei tanto que...poetei!
Amei seus banquinhos. Beijos. Ly

Anônimo disse...

Vc teve que lixar ele todo pra remover a ferrugem??
=^..^=

Carol, pros íntimos. disse...

Verinha querida

Estava com saudade de vir aqui. Olha, obrigada pelo comentário. Chorei tanto, lendo o texto da Fernanda. Não passei por isso com meus pais, graças a Deus, mamãe ainda tem vitalidade de guriazinha, mas foi algo tão tocante, que recebi de coração.
Envelhecer não é fácil... Ninguém escapa disso, não é?
E sempre é complicado, ver alguém que a gente ama ir embora...

Obrigada, por sempre ter uma palavra de conforto, pra essa amiga aqui.

Beijão