sexta-feira, outubro 17

PARALELAS


PARALELAS

Nosso amor é feito de distância
De saudade, de vontade
Sou como a Lua
Que reflete, encanta
Mas que nunca é tocada

Você é como o Sol
Clareia minha vida
Aquece minha pele
Faz bater meu coração
Mas nunca é tocado

Somos linhas paralelas
Perdidas no infinito
Sempre juntas
Lado a lado
Em nosso caminho
Sem nunca nos tocar

Passa o dia, chega a noite
E lá estamos nós
Cada qual em seu recanto
Vivendo do encanto
Sobrevivendo da magia
Da energia, deste nosso amor

Vera Vilela - 17/10/2008 9:13h

Um comentário:

Decinho Monte Alegre disse...

Triste esse paralelismo...
Mas muito real...

Ahh, o livro é uma critica muito interessante, vale a pena ler, tem muita coisa boa!!!

Beijão...

VIVENDO SOLTEIRO - Aqui, ser solteiro é algo muito interessante!
http://vivendosolteiro.blogspot.com