quinta-feira, outubro 4

QUEM FOI SÃO FRANCISCO?

Quem foi Francisco de Assis?


Filho de Pedro e Dona Pica Bernardone, Francisco nasceu entre 1181 e 1182 (nos últimos vinte anos do século XII), na cidade de Assis, Itália. Seu nome batismal - João - foi logo mudado para Francisco ("francês", nome já em uso, mas não muito difundido na Itália) pelo pai, ao voltar dos seus negócios na França, como forma de homenagem àquele país. A mãe, muito piedosa, cuidou de sua primeira formação religiosa.

Seu pai era um rico e próspero comerciante. Protetor dos pobres, doentes, animais e da lavoura, pertencia à burguesia e dessa condição tirava todos os proveitos. Alegre, amante da música e das festas, com muito dinheiro para gastar, tornou-se rapidamente um ídolo entre seus companheiros.

Quando jovem, sonhou com as glórias militares, procurando alcançar o status que sua condição exigia.

Aos 20 anos foi para a guerra contra Perusa, em nome de Assis. Nessa guerra foi preso e depois de um ano seu pai o buscou por causa de uma doença. Durante sua doença teve os primeiros contatos com o Evangelho.

Aos 24 anos pediu para que Jesus iluminasse seu caminho e ouviu uma voz: - Francisco! Restaura a minha casa decadente!

Francisco decidiu atender ao pedido de Jesus, com isso seu pai o rejeitou e o deserdou. São Francisco saiu de casa e abandonou tudo.

Três anos depois, autorizado pelo Papa Inocêncio III, Francisco e onze companheiros fundaram a Ordem dos Frades Menores.

Entregou-se totalmente a um estilo de vida fundado na pobreza, na simplicidade de vida, no amor total a todas as criaturas. Com Santa Clara (link), sua querida amiga, fundou a Ordem das Damas Pobres ou Clarissas.

Em 1221, sob a inspiração de seu estilo de vida nasceu a Ordem Terceira para os leigos consagrados.

Em certos períodos São Francisco se isolava para orações e jejum. Numa dessas ocasiões, num monte chamado Alverne, de rochas gigantescas e escarpadas, o bom Deus quis que ele, que tanto buscou se assemelhar a Jesus, tivesse igualmente as feridas da crucifixão. Com muita dor mas intensa alegria, por ter as marcas de Jesus no próprio corpo, São Francisco recebeu as feridas que se mantiveram vivas até o fim de sua vida, 2 anos depois. Quando desceu do monte, ele que sempre quis caminhar a pé, se permitiu montar num burrinho, tal era a sua debilidade. Quando ele se aproximava das cidades, uma multidão já o aguardava - o povo, principalmente os pobres e doentes, desejava ir ao encontro de São Francisco.

Pouco antes de morrer, de passagem por São Damião para despedir-se de Clara e suas irmãs, seu estado se agravou e ele teve que passar a noite ali, numa choupana, sob condições de intenso frio. Pela manhã São Francisco cantava um cântico que compôs em louvor a Deus, e que chamava de Irmão o sol, as estrelas, a lua, a terra, o vento e todas as criaturas.

Numa choupana junto à Porciúncula, no anoitecer do dia 3 de outubro de 1226, São Francisco pede aos irmãos que o dispam e o coloquem nu no chão, sobre a terra. Recitando o Salmo 142, que os irmão acompanhavam lentamente, São Francisco morreu cantando.




Protetor dos animais:


O "pobrezinho de Assis", como Francisco era chamado, foi uma criatura de paz e de bem, terno e amoroso. Amava os animais, as plantas e toda a natureza. Poeta, cantava o Sol, a Lua e as Estrelas. Sua alegria, sua simplicidade, sua ternura lhe granjearam estima e simpatia tais que fizeram dele um dos santos mais populares dos nossos dias. Ficou conhecido como o protetor dos animais e, em 1979, foi proclamado pelo Papa João Paulo II como o "Santo Patrono dos Ecologistas".

*FONTE site
Centrinho da USP


Basílica de Assis

2 comentários:

ana maria disse...

Salve esse espírito iluminado!!!

parla marieta disse...

PIM!

Tanta coisa linda a falar de São Francisco, e eu faço PIM!
Mas é que... bem, você me entende...
Amo São Francisco e não tô com vontade de falar, então faço PIM.
beijos de sei que me entende.